domingo, junho 28, 2009

Duras, a minha Marguerite Duras....


"La solitude c'est ce sans quoi on ne fait rien. Ce sans quoi on ne regarde plus rien. C'est une façon de penser, de raisonner, mais avec la seule pensée quotidienne."

(Há frases que nos apetece rasgar do livro e guardar no bolso da camisa, junto ao peito.)

(Um outro) Ponto de vista: o Bairro Alto.


Habituamo-nos a pontos de vista que se enraízam em espaços. Até há 2 semanas atrás o Bairro Alto era o lugar de copos, amigos e boa vida. Um sem número de ruas estreitas, bares, música, caras desconhecidas.
Hoje o Bairro Alto é o meu bairro: a perspectiva altera-se. Agora o Bairro Alto ainda tem ruas estreitas, mas tem também mercearias antigas e lojas marginais de discos, livros, arte, coisas imensas. Tem caras conhecidas, vizinhos, e juras que até já conheces bem algumas pedras de calçada.
A tua vida altera-se, muda pele, muda de figura. Começas a sentir que mudas também de pele: a anterior parece começar a descolar-se devagar, os teus olhos giram em torno de eixos novos, desconhecidos. As tuas decisões estão agora mais evidentes que nunca, tudo o que fizeste se precipita à tua frente.
Acordo de manhã e o Bairro Alto não é mais o de antes. Agora é a minha casa.

segunda-feira, junho 01, 2009

Não consigo parar de ouvir esta banda sonora....