terça-feira, janeiro 13, 2009

We love you Betinho Jójó


Não podia deixar de escrever sobre a entrevista ao Alberto João Jardim que passou ontem na Sic.
Ficámos mais uma vez a saber que o nosso querido Jójó é vitima de um Apartheid movido pelo continente e que o PSD não o quer para concorrer às eleições. Isto porquê? Porque o nosso querido Jójó é um verdadeiro revolucionário, promotor da democracia e queria "unir" o partido, já que discorda da ideia de que várias ideias diferentes são enriquecedoras. Como sabemos , a sua noção de unir um partido é uma espécie de silenciamento como faz na Madeira, ou se quiserem uma versão social democrata da pérola comunista intitulada Comité Central. Mas ele é que sabe, ideias diferentes são perigosas... muy perigosas.
Ficámos também a saber que a Madeira é no estrangeiro, visto Jójó ter afirmado que não queria ser um emigrante em Lisboa, e que o nosso "menino de ouro" Cristiano Ronaldo é verdadeiramente um filho da Madeira. Passo a citar, "foi o produto de uma política desportiva e de um ambiente familiar que o ajudou". É claro que o facto de o nosso querido Cristiano (que aproveitou mais esta distinção para nos provar ter ainda menos habilidades linguísticas que uma foca) ter abandonado a Madeira com 11 anos para ir jogar para o Sporting são meros pormenores. Afinal, se não tivesse nascido na República das Bananas, nunca teria beneficiado das milagreiras políticas desportivas do tio Jójó e nunca seria o melhor do mundo. Eles merecem-se, e fica tudo em família.

3 comentários:

iNDIE disse...

Junto-me ao pagode!!! que tal uma manifestação de solidariedade com o jójó?
tou contigo...
JÓJÓ WE LOVE YOU!

Kassette disse...

parva! eu ia fazer um post sobre isso!
Agora não tenho nada para falar -.-

Im.no.lady disse...

ahahaha... too late :)