segunda-feira, abril 07, 2008

º Catarse II º

Alcoól. Drogas. As noites no Bairro Alto. Um curso em Março. Uma manifestação em Abril. O Agito. As ruas do Princípe Real. O jardim. A Feira do Livro. Uma casa pequena que fabricava noites brancas. Um coração partido em dois. Uma viagem e uma promessa de regresso. E depois, nada.

3 comentários:

Oscar disse...

Sabes, com este teu léxico, ergues a poesia possível que não nos salvará, mas que nos identifica e nos põe no mundo.

Im.no.lady disse...

:)

Ezequiel Coelho disse...

Às vezes as histórias resumem-se a isso. Tanto é por vezes.. tão pouco!