terça-feira, agosto 28, 2007

º Perdeu-se º

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

A quem encontrar o cretino pede-se o encarecido favor de o devolver ao Texas de onde nunca devia ter saído. Muito obrigada.

segunda-feira, agosto 27, 2007

º Guerilla girls: hacking culture º

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Mais em Guerrila Girls

segunda-feira, agosto 20, 2007

º Diários anónimos 03 º

Há dias em que nem os sapatos que calças parecem os teus.

quinta-feira, agosto 16, 2007

º Diários anónimos 03 º

Vírgula. Reflexão oblíqua entre ideias. Ponto.
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

segunda-feira, agosto 13, 2007

º Diários anónimos 02 º

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

"as palavras, quando mortas, já não valem a pena porque substítuiram tudo. criaram outras realidades. é com medo que me vejo por trás de cada uma delas. as palavras são perigosas máscaras fúnebres que se colam à cara e não precisam de boca, de voz. as palavras mudas escondem o medo de um dia deixar de saber quem sou por trás de tanta máscara sobreposta."

sexta-feira, agosto 10, 2007

º Diário anónimo 01 º

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


às vezes dói quando estás presente,
mas vai doer mais quando te empurrar para longe de mim.

º memorize the city º

oh, darkness filled the sky as pools of water filled your eyes
they sparkled like phosphorescence in the bay
although our lips barely touched
i have never felt so much
and i’d really like to feel that way again
oh , oh , when ?
i walk through the streets and memorize the city
i count every light until i reach the shore
sometimes i close my eyes and you’re not very pretty
sometimes i can’t believe i’ve had those thoughts before
we pulled a boat down to the dock and stole two sturdy oars
i pushed you off into the dark: acrisius favours
and from above the great abyss
you threw pennies in and wished for the feeling of wanting nothing more
sometimes i close my eyes and hope that i can keep away all the darkened skies


The Organ

quarta-feira, agosto 08, 2007

º amor, amor, amor disse ela º

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

, morria devagar enquanto carregava a mochila de flores e pedras.

Morria-me devagar enquanto tentava, tentava colher um pouco de amor de entre as paredes ao largo.

Morria devagar de manhã pelo jardim já a anoitecer, de manhã já nós a anoitecer.

Amor, amor, amor - disse ela - procurando ainda, procurando como se fosse possível morder o amor como um fruto.

Morria-me devagar procurando morder, como se fosse ainda um fruto maduro de morder, morder o amor, amor,

terça-feira, agosto 07, 2007

º Vida de adulto º

Há aqueles que cumprem a sua pena e acreditam que não pode ser de outra forma. Tornam-se adultos. Nunca fui boa a aceitar um estado em que não encaixo. Nunca serei adulta. Não assim.

º Novidades para o meu jardim º

Começo a não ter espaço para colocar todas as plantas que levo para casa. No fim de semana comprei 3 cactos e estou apaixonada. De repente descobri que à milhares de géneros de cactos, que estes se dividem em grupos, sub-grupos e familias e tipos. Já os transplantei para um vaso maior. Aqui ficam fotos para darem uma espreitadela. Em breve prometo postar fotos do meu private garden onde dou asas ao meu hobbie (pouco ou nada) secreto.

Haworthia attenuata

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Parodia

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Gimnocalycium Mihanovichii "Hibotan" (Cacto enxertado)

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

quinta-feira, agosto 02, 2007

º Oh my! She's so hot, she has got a Mercedes º

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


O Mercedes da minha vizinha fala espanhol

Ia eu, rua abaixo em direcção à porta de casa, chave na mão, distraidamente e eis que alguém me chama. Olho para trás e vejo um enorme carro, tipo banheira de luxo, resplandecente, novíssimo, pra-lá-de espalhafatoso. Depois lá reparei numa figurinha pequena e enfezada que sorria para mim. É a filha mais velha da minha vizinha do 3º andar que custumava brincar comigo quando eramos crianças. Levei alguns segundos a reconhece-la e já ela vinha ao meu encontro:
- "Como-estás?-Bem?-Que-Bom?Eu-Também-Formei-me-em-Direito-Trabalho-na-Empresa-do-meu-Pai-ganha-se-bem-e-tu?Tás-tão-elegante-mas-devias-arranjar-te-mais-Eu-vim-agora-de-férias-Olha-o-meu-Carro-não-é-lindo?Tem-limpa-brisas-automático-6-mudanças-automáticas-televisão-e-Dvd-Oh-Mas-não-é-nada-Só-um-capricho-e-Tem-um-Painel-inteligente-Diz-tudo-o-que-se-passa-com-o-carro-E-em-que-parte-Ainda-Bem-Não-percebo-nada-de-carros-e-diz-me-se-as-portas-estão-bem-fechadas-quando-devo-pôr-gasolina-essas-coisas-importantes-para-uma-mulher- ...mas-só-tem-um-problema-é-em-espanhol!"
Estranho como as pessoas crescem e depois parece que as suas vidas se alhearam tanto das nossas que não acreditarias se não visses com os teus próprios olhos.

quarta-feira, agosto 01, 2007

º Post Secret - optimismo para uma longa noite escuraº

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket