quinta-feira, abril 27, 2006

º Sinais de permanência II º

O meu amor imenso, imerso nos nós dos dedos das tuas mãos.

Sem comentários: