domingo, outubro 02, 2005

º Fragmento I º

[...] que o amor não se faz só de beijos, que é feito de dar aquilo que se tem e que é pouco, e ainda assim se quer partilhar.
que encontrei, esta assim, a forma de te amar, de todas as posssíveis, a única possível.[...]

Sem comentários: