quinta-feira, julho 07, 2005

º Sem título º

Image hosted by Photobucket.com

Verde fulvo
3.000 kilómetros de vontade
do mundo que teço ao ritmo do tempo
numa manta retalhada de memórias
Cinzento húmido
3.000 kilómetros de saudade
moinho ao vento
rebento no barro do tijolo
Vermelho abrasivo
3.000 kilómetros de silêncios

3 comentários:

Pequenos Nadas disse...

Gosto de ver que cada vez escreves mais coisas tuas do que poemas de outras pessoas. Mais genuino assim, mais bonito, uma janela para o teu interior. Continua

Cigarettes & Vinyl disse...

:) obrigada pelo incentivo.
Mas a verdade é que não escrevo mais hoje que antes. Só é raro partilhar o que escrevo porque sou uma pessoa reservada quanto ao meu mundo. Como sabes, aliás.
As pessoas com quem o partilho são definitivamente pessoas que eu escolhi para tal.

Pequenos Nadas disse...

então corrijo partilhas mais agora o que escreves com menos reservas, com menos pudores, é preciso coragem para isso.
Não te deixes fechar...