quinta-feira, junho 16, 2005

º Que se dane º

Que se danem as minhoquinhas, as confusões, as questões desnecessárias, as controlices, as gabarolices, as parvoices, os medos, o bom senso e o bom gosto, as complicações e descomplicações, as dúvidas, as defesas, as incertezas e as certezas.
Que se dane o Bem e o Mal, que se dane Deus e os santinhos todos, os supostos e pressupostos, os iluminados e os ajuizados, os virtuosos e os bem-aventurados.
Que se danem as jaulas, as máscaras, os panos, os planos e os soberanos.
Que se danem as tretas e porras demais.
Eu quero é viver. Hoje.

Sem comentários: