quarta-feira, junho 22, 2005

º Devaneios de uma noite de Verão no Clube dos loucos e sonhadores º

Uma noite quente de verão, eu, o Arimatheia e a Ângela. Sentados à mesa. Uma água tónica, uma imperial, um café para mim. Com canela, claro. Gosto de roer os paus de canela e ficar com aquele sabor na boca.
Quando tod@s estamos aluados saem coisas belas das nossas conversas. Ora aqui estão alguns belos devaneios que não pude deixar de apontar no meu Moleskine para mais tarde recordar.
- " A prova da existência de Deus são aquelas pessoas irritantes, maçadoras, insistentes, que parecem que foram feitas para nos azucrinarem a cabeça. Só Deus para criar coisas assim." autoria de Arimatheia
- "Deus escreve torto por linhas direitas." autoria de môi même que o Arimatheia complementa em grande:
-"O Diabo tem uma caligrafia perfeita!"
"Os homens não mudam, especializam-se." da autoria de Arimatheia
A sessão de copos acabou com uma tertúlia de humor negro que vou censurar para não ferir susceptibilidades, e porque só tinha piada mesmo dentro do contexto.
Descobri ainda uma paixão em comum com Arimatheia: A literatura de Al Berto.
E percebi que não sou o único serzinho no mundo que acredita que existe uma tristeza positiva, que é sentida mas que apesar de tudo tem o seu lado leve que lhe dá sentido e que faz com que nos sintamos vivos de acordados para a vida de vez em quando.
Um grande agradecimento à loucura de Arimatheia, à minha alienação e às gargalhadas da Ângela e ao charro que eu ela fumamos antes. Sem nós nada disto teria sido possível.

Sem comentários: